sexta-feira, 17 de junho de 2016

Como se motivar para emagrecer?


No entanto, há um fator que impede muita gente de conquistar o objetivo traçado: a autossabotagem. Sabe quando você está indo bem no regime, perdeu alguns quilos e está se sentindo ótima e, de repente, relaxa completamente e volta a comer exageradamente, como fazia antes? Ou então quando você sabe que precisa se exercitar ao final do dia, mas, quando vai chegando a hora de ir à academia, você começa a inventar desculpas para si? Esses são exemplos de como você sabota seu próprio projeto.

Há meios de combater isso, e um deles é fortalecendo a motivação. Quanto mais fácil e prazeroso for o processo de perda de peso para você, menos chance você terá de detoná-lo. Anote as dicas abaixo para se manter firme no objetivo de ter uma vida mais saudável:

Anote tudo o que come.
Se seu problema são as escapadas da dieta, manter um diário alimentar pode te ajudar a manter o foco. Você irá pensar duas vezes antes de acabar com a barra de chocolate ou de repetir o prato do almoço e, assim, comerá somente para saciar a fome, e não por gula.

Encontre uma atividade prazerosa.
Você pode pensar que nunca sentirá prazer realizando qualquer exercício físico, mas acredite: é só uma questão de encontrar a modalidade certa para você. Experimente aulas de aeróbico, lutas, danças, esportes e até mesmo vídeo games com sensor de movimento.

Arrume companhia para malhar.
Procure fazer amizades na academia, leve seu companheiro para correr no parque ou monte um grupo de amigas para malhar depois do trabalho. Com companhia, tudo fica mais gostoso e, assim, uma pessoa motiva a outra.

Entre para um grupo de apoio, como o Vigilantes do Peso.
Pessoas que se unem por um objetivo em comum têm muito mais força. Divida suas dificuldades e vitórias com outras pessoas que estão passando por uma situação parecida. Além disso, você assumirá o compromisso de se monitorar periodicamente, o que te impedirá de desistir.

Não faça isso pelos outros.
Não queira emagrecer para ser mais aceita. Reflita sobre o seu objetivo: você precisa fazer isso pela sua saúde ou está cedendo às pressões externas (sem real necessidade)? Isso faz toda a diferença para a sua motivação porque, enquanto o primeiro é uma atitude de amor próprio, o segundo é uma autoagressão. Trate-se com respeito.

Pense em como você se sentirá depois do exercício.
Sabe aquele momento em que vai chegando a hora de ir para a academia e você começa a sofrer, buscando desculpas para matar o treino e se enganar? Ao invés disso, procure focar em como você se sentirá depois de malhar: mais disposta, mais saudável, com a autoestima melhorada e a sensação de dever cumprido. Vale bem mais a pena do que ficar se martirizando por não ter ido de novo à academia.

Divida sua meta em etapas.
Após fazer uma avaliação física, você concluiu que precisa emagrecer 15 kg para atingir um peso saudável. No entanto, se você mantiver esse número, que está longe, na cabeça, você sentirá que está demorando para atingi-lo, ou que ele está muito fora da realidade, e poderá desanimar. Estabeleça objetivos reais a curto prazo (por mês, por exemplo).

Não encare a dieta como “8 ou 80”.
Na verdade, não encare como dieta, e sim reeducação alimentar. Se você segue um programa muito restrito e em um momento de tensão ataca um chocolate, pode sentir que todo o esforço daquele dia foi por água abaixo e enfia o pé na jaca de vez. Não é um chocolate que vai te engordar, portanto não se prive desses pequenos prazeres que são tão importantes para você, apenas aprenda a consumi-los com moderação e consciência.

Fonte: http://www.bolsademulher.com/corpo/como-se-motivar-a-emagrecer-8-ajudas-poderosas

terça-feira, 14 de junho de 2016

Diga não aos sabotadores da sua dieta


Reunião familiar ou com amigos

Se você é do tipo que não gosta de fazer desfeita com a dona da casa, provavelmente costuma sair desses encontros com peso na consciência. Afinal, quem é que nunca cedeu ao pedido da avó para comer mais um pedaço da carne assada? Ou então provou da sobremesa apenas para ver a amiga feliz? Para ajudar, nessas reuniões sempre tem um engraçadinho que acha que você está magra demais e que um pedaço a mais não vai fazer mal.

Solução
Quando a insistência partir dos familiares, diga que está satisfeita e feliz por estar emagrecendo. "Procure acalmar os mais preocupados, evitando passar da conta só para agradá-los", sugere a endocrinologista Claudia Leite. Se o problema for driblar a gula diante de tantas tentações, a nutricionista Daniela Silveira recomenda que você eleja o prato que vai comer e evite os demais. "Se a grande atração for massa, evite a sobremesa. Fazendo essas negociações você não corre o risco de passar da conta. Outra dica é comer um pouquinho de tudo, permitindo-se porções generosas de saladas e frutas menos calóricas", completa.

Festa

Algumas pessoas se arrepiam só de ouvir essa palavra. Também, são coxinhas, minipizzas, quibes, risoles, bolinhas de queijo, empadinhas, brigadeiros, beijinhos e cajuzinhos circulando a vontade. Sem contar as bebidas e suas 9 calorias por mililitro de álcool - só para você ter uma ideia, uma taça de champanhe tem 80 calorias, de vinho tinto, 129, e uma lata de cerveja, 147! "Proponha-se a tomar um copo de água para cada um de bebida alcoólica e prefira sempre as fermentadas às destiladas, que são menos calóricas", diz a nutricionista Daniela Silveira.

Solução
Nem pense em sair de casa com fome para 'jantar por lá'. "Você estará predisposta a comer sem limites e ainda usará a barriga vazia como desculpa para comer 'só mais um'. O ideal é fazer uma refeição leve antes e estabelecer um limite de salgadinhos e docinhos que você pode comer na festa", sugere a psicóloga. Outra dica é não pensar no cardápio, mas, sim, no quanto você vai se divertir, conversar e dançar para queimar calorias.

Férias

Este é um dos principais sabotadores de dieta. Motivos? Porque é praticamente impossível resistir aos cafés da manhã nos hotéis e aos jantares nos restaurantes de comida típica. Porque neste período é comum dar férias à academia e relaxar com a dieta. "O problema é que a pessoa só percebe que engordou quando retoma suas atividades. Daí, ela fica triste e desmotivada, pois recuperou em 30 dias o que levou vários meses para emagrecer", constata a endocrinologista Claudia Leite, diretora da Associação Brasileira para Estudo da Obesidade (Abeso).

Solução
A melhor estratégia é planejar com antecedência o que vai comer no hotel ou no restaurante. Estabeleça que um dia você vai tomar café com leite, comer um pão com queijo e uma fruta. No outro, trocará o pão por uma fatia de bolo, e por aí vai... "Assim, você terá experimentado de tudo um pouco sem que isso pese na balança", diz Vivian Behar. Faça o mesmo em todas as refeições e aproveite o tempo livre para caminhar bastante.

Estresse

São dois os motivos que fazem com que ele favoreça o ganho de peso:
. primeiro, aumenta a ansiedade e a irritação - o que para muita gente significa 'descontar na comida' -
. e, segundo, por causa da liberação excessiva de algumas substâncias no organismo. "O cortisol, por exemplo, que não é metabolizado, contribui para o armazenamento da gordura e a retenção de líquido", diz a psicóloga Vivian Behar, do Centro Médico de Saúde Mental, em São Paulo.

Solução
Antes de mais nada identifique as causas do estresse e tente evitá-las. Outra sugestão é fazer alguma atividade física quando pintar aquela vontade louca de atacar a geladeira. "O exercício aumenta a produção de hormônios que estabilizam a ansiedade, trazendo o bom senso na hora da refeição", completa Vivian.

De olho na dieta

Desde que a gente nasce, comida é associada àquilo que acalma, dá conforto e prazer. "Sob esse ponto de vista não existe nada mais engordativo do que passar dias comendo frango grelhado com salada de alface e tomate", ressalta a psicóloga Vivian Behar. "Esse prato não enche o olho, a boca e muito menos a barriga e fatalmente a pessoa vai querer comer alguma coisa para compensar". Então, escolha com muito carinho os alimentos da sua dieta e se permita alguns prazeres razoáveis de vez em quando, justamente para não acionar o mecanismo de compensação, que não deixa de ser uma auto-sabotagem.

Happy hour

Nessa ocasião não é preciso fazer muito esforço para extrapolar nas calorias. Afinal, você está cansada, com fome, cercada de amigos e o papo rola solto. "Se já não bastasse isso, os petiscos são servidos aos poucos, fazendo com que a gente perca a noção do que foi consumido. Como as porções também são pequenas, as chances de chegar em casa com fome e devorar o jantar aumentam", alerta a nutricionista Daniela Silveira, de São Paulo.

Solução
A especialista recomenda que você separe previamente num prato a quantidade de petiscos que vai comer durante a noite. Aproveite para fugir das frituras e dos queijos amarelos e dê preferência aos alimentos grelhados ou assados. Em casa, sirva-se apenas de um copo de leite, um prato de sopa ou uma fruta.


Namorado

Se ele é gordinho e não faz planos para emagrecer, dificilmente vai incentivá-la a enxugar os excessos. Por outro lado, se ele for magro, não verá mal algum em jantar em uma cantina italiana no sábado e numa pizzaria no domingo...

Solução
O segredo para manter a forma - e o namorado - é não tentar acompanhá-lo. "Como os homens têm mais massa muscular, queimam muito mais calorias do que as mulheres. Além disso, nós temos uma tendência maior em acumular gordura", avisa a nutricionista. Segundo ela, um prato de macarronada, por exemplo, não engorda. O problema são os molhos cremosos e o queijo ralado. "Dê preferência à versão ao sugo ou à bolonhesa. Se tiver recheio, opte pelo de ricota, que é mais magrinho", diz Daniela. Se você faz questão de acompanhar o seu namorado, peça para o garçom que traga uma porção menor.

Fonte: http://corpoacorpo.uol.com.br/edicoes/216/artigo36832-2.asp

segunda-feira, 6 de junho de 2016

Não Boicote sua dieta: os erros mais comuns



O ponteiro de sua balança não sai do lugar, apesar de estar sempre de dieta? Descubra o que pode estar errado. A nutricionista Sônia Almeida, do Vigilantes do Peso, explica que um dos principais erros que arrasam as dietas é a criação de metas de emagrecimento irrealizáveis a curto prazo. "Metas fora da realidade, como o desejo de emagrecer dez, oito, 15 quilos muito rápido impede o emagrecimento efetivo", diz.

Para a nutricionista, quem está de dieta precisa se conhecer melhor e saber o que deseja. "Os sabotadores da dieta são os próprios pensamentos", enfatiza. Para isso, avalie-se, relembre o que você já acertou em outras dietas e principalmente, procure mudar os hábitos. Também se policie para não ser escravo da comida. Procure frear os impulsos para comer menos.

E não adianta querer apressar as coisas: emagrecer é um processo lento. "Para emagrecer efetivamente, precisa ser devagar, em média meio quilo por semana".

___________________________________________________

Os erros que cometemos
___________________________________________________

Confira a seguir erros comuns em dietas e os comentários da nutricionista Sônia Almeida, que explica como você pode evitá-los.

.Dietas muito restritivas
"Nestas dietas desesperadas a pessoa perde principalmente água e músculos". Conseqüentemente, recuperar os quilinhos a mais é muito mais fácil.

.Fazer jejum
"Pular refeições dificulta a perda de peso. O corpo armazena e gasta menos energia". Por isso, não deixe de comer. Equilibre o seu corpo consumindo alimentos regularmente.

.Comer pouco durante o dia e se esbaldar à noite
"Quanto mais fracionadas as refeições, o emagrecimento será mais harmônico". O ideal é fazer de três a cinco refeições diárias.

.Não fazer um plano equilibrado de alimentação
"Mantenha na alimentação os macronutrientes, como fontes de proteína magra, carboidratos, cereais e alimentos integrais (arroz, massas), legumes, frutas". É importante também observar a diversidade e os nutrientes dos alimentos para uma dieta eficaz. A nutricionista alerta: nada de refeições com pouca variedade, como as com apenas tomate, alface e carne.

.Não fazer exercícios e não mudar hábitos
A dieta tem que ser casada com qualidade de vida, exercícios e um plano equilibrado de alimentação".

.Culpa nas escorregadas
Este sentimento não faz bem para quem está de dieta. Mais: num regime, é preciso também ser flexível, não se tratar de forma rígida. "Escorregou, tudo bem. Da próxima vez, faça escolhas mais eficientes na alimentação e exercícios".

.Dietas da moda
Para Sônia Almeida, estas dietas são prejudiciais a longo prazo, já que podem causar o tão temido "efeito sanfona", que dificulta o emagrecimento pela volta aos velhos hábitos assim que se perde peso.

Fonte: http://gnt.globo.com/bem-estar/materias/nao-boicote-sua-dieta-os-erros-mais-comuns-de-quem-quer-emagrecer.htm

domingo, 5 de junho de 2016

Massa de Pizza Integral- Vigilantes do Peso




ProPontos / porção: 3
Porções: 1 disco de 30 cm (8 fatias)
Tempo de preparo: 25 min
Tempo de cozimento: 15 min
Dificuldade: média

½ xíc. de água morna
1 C.S. de azeite de oliva
½ c.c. de sal
1 pacote de fermento biológico (10 g)
1 xíc. de farinha de trigo integral
¾ de xíc. de farinha de trigo branca

1. Numa tigela pequena, junte a água quente, o azeite e o sal e salpique o fermento. Deixe descansar por 5 minutos. 

2. Num processador de alimentos, adicione a farinha integral e a farinha branca. Ligue o processador e vá adicionando a mistura do fermento. Antes que a massa forme uma bola, retire do processador e transfira para uma superfície levemente enfarinhada. Com as mãos, amasse até formar uma massa elástica.

3. Unte uma tigela grande com óleo em spray e coloque a massa. Tampe a tigela com papel-filme e deixe a massa crescer em um local levemente aquecido por cerca de 1 hora, até que dobre de tamanho.

4. Preaqueça o forno a 200 °C. Com auxílio de um rolo de macarrão, estique a massa até formar um disco de 30 cm de diâmetro. Unte uma assadeira redonda com óleo em spray. Arrume a massa na assadeira, cubra com o recheio desejado e asse por 12-15 minutos, até que esteja crocante e levemente dourada.

INFORMAÇÕES NUTRICIONAIS (1 fatia da massa): 107 Calorias, 3 g de Proteína, 19 g de Carboidrato, 2 g de Gordura Total, 0 g de Gordura Saturada, 0 g de Gordura Trans, 0 mg de Colesterol, 295 mg de Sódio, 2 g de Fibra, 45 mg de Cálcio.
Fonte:  http://www.vigilantesdopeso.com.br/saude-e-bem-estar/pizza-caseira-em-menos-de-30-minutos

sábado, 4 de junho de 2016

Pão de Iogurte e Farelo de Aveia



Ingredientes:
4 ovos- 8 P
1 1/2 iogurte desnatado- 3 P
3 x de farelo de aveia- 12 P
1 cs de fermento em pó- 0P



Preparo:
No liquidificador bata os ovos, o iogurte, o adoçante e 2 xícaras de farelo de aveia.

Em uma tigela misture o farelo restante com o fermento e adicione a mistura do liquidificador. 
Assar em forma de buraco untada e enfarinhada por cerca de 40 min..Se quiser pode adicionar essência ou canela em pó (1 colher de sobremesa)

Fonte: 
http://www.dietaereceitas.com.br/forum/cozinha-dukan/1871-bolo-de-iogurte

sexta-feira, 3 de junho de 2016

FED UP- Superalimentados- Documentário


Lendo um post no Blog da Lu Francesa sobre alimentação na escola encontrei a indicação deste documentário.
Este documentário é sobre a Epidemia de Obesidade nos Estados Unidos.
Mas no Post a Lu Francesa mostra com é a alimentação nas escolas da França: Só para resumir- as crianças comem salada e frutas!
Veja o post AQUI
Enquanto nos Estados Unidos as crianças comem pizza, hamburguer, batata frita e refrigerante.

quarta-feira, 1 de junho de 2016

Festas Juninas- Dicas dos Vigilantes do Peso


• Faça um lanche leve antes de sair de casa. Assim, você não vai estar com o estômago vazio quando chegar na festa.

• Antes de comer qualquer coisa nas barraquinhas, conheça todas as opções disponíveis. Dessa forma, você vai poder fazer as melhores escolhas.

• Permita-se exagerar um pouco na festa se estiver cuidando da alimentação e praticando atividades físicas diariamente.

• Encontre um lugar para se sentar e saborear as comidas típicas sem pressa. É muito fácil perder a noção do quanto você já comeu enquanto passeia.

• Mantenha as mãos ocupadas. Fotografe o casamento na roça, vá pescar ou tente a sorte nas argolas.

• Alterne entre bebidas calóricas e não calóricas.

• Prefira as bebidas sem álcool.

• Divida o seu prato típico com alguém.

• Tenha em mente que você pode fazer canjica, pamonha e bolo de fubá o ano inteiro – e de forma mais light!

• Aproveite a festa para se mexer mais: jogar bola na lata, subir no pau de sebo e dançar quadrilha e forró são maneiras divertidas de queimar calorias.


Fonte: http://www.vigilantesdopeso.com.br/saude-e-bem-estar/manual-de-sobrevivencia-para-festas-juninas